quarta-feira, 27 de maio de 2015

ajuste no sentido horário





                            felix gonzalez-torres. "untitled" (perfect lovers).1991.



             


                  

segunda-feira, 25 de maio de 2015

arco-íris portátil

adoro arco-íris!
 ultimamente tenho visto bem poucos pois é necessário uma união sincrônica entre o sol e a chuva para que ocorram...
desde a semana passada, parece que a chuva está insistindo em manter o céu todo coberto de nuvens escuras, e sendo assim, o sol, mesmo estando lá, fica completamente impossibilitado de esticar os seus raios para alcançar as gotas, e nos dar a todos esse belo presente.
 
ainda bem que, uma semana antes dessa tormenta toda que não acaba mais, encontrei no brechó da igreja um belo colar de cristal, o que prá mim é uma reafirmação clara de que nada mesmo acontece por acaso...
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
o colar tem sido uma espécie de amuleto de força nesses últimos dias e não tirei-o mais do pescoço.
 ontem, quando a chuva finalmente deu uma treguinha por aqui, fui rapidamente colocar umas roupas no varal aproveitando o solzinho tímido, meio triste e ressabiado que apareceu prá dar um olá.
e  eis que aí me aconteceu a surpresa!
subitamente, milhares de arco-íris dançantes me abraçaram por todos os lados, e eu ali pasma me entreguei como criança rindo e pulando junto com eles.
 
e agora,com o meu colar de cristal,posso ficar mais tranquila, porque sei...
 com ou sem a colaboração da chuva, aqui dentro contém infinitos arco-íris em estado latente prontos para se espalhar pelo mundo assim que o sol volte a brilhar!

domingo, 24 de maio de 2015

mundo melhor 2 : um ano sem lixo

hoje, a Jô minha amiga, me enviou a dica de um blog que eu amei e que achei incrivelmente relevante, tanto prá minha vida quanto como assunto  prá esse domingo chuvoso!



  





 um ano sem lixo é o projeto de uma garota daqui de floripa, a cristal, que resolveu compartilhar num blog a sua experiência em tentar viver por um ano produzindo o mínimo de lixo possível. além de dividir suas experiências, dificuldades e aprendizados, o blog dá dicas e receitas de comidas, produtos de vestuário, beleza,higiene pessoal e limpeza, formas de armazenamento,possibilidades de reaproveitamento e reciclagem além de links de várias outras iniciativas que se alinham com a sua proposta. fora tudo isso,ela é designer gráfica e o blog é visualmente lindo!!!
divido aqui algumas imagens dela só prá dar o gostinho!

aqui ela fala de suas mudanças na rotina desde que iniciou o projeto:















aqui ela mostra como armazena seus produtos, todos comprados à granel:























aqui ela mostra os produtos que levou durante uma viagem a são paulo prá não produzir nenhum lixo pelo caminho:































mas foi nesse post que ela tocou num assunto que vai direto ao encontro daquilo que estou propondo em meu projeto como figurinista.a degradação ambiental, humana e psicológica causada pela desenfreada cadeia de produção, circulação e comércio da indústria da moda é chocante e quase todo mundo ignora e é um assunto que ainda quero discutir por aqui. hoje deixo uma ponte prás palavras dela!

e, com certeza vou segui-la nessa jornada e aproveitar muitas das dicas e conselhos que encontrei ali.


***todas as imagens que usei nesse post foram produzidas por cristal muniz e originalmente postadas no blog dela!

sábado, 23 de maio de 2015

toda aquela água!




























hoje quero falar desse livro... um dos três de joão anzanello carrascoza, que um amigo muito querido me emprestou no início desse mês de maio.  
 os três livros, literalmente devorei, um atrás do outro...(aquela água toda,dos 7 aos 40 e caderno de um ausente, todos objetos de arte primorosamente editados pela cosac naify).

não conhecia até então o autor,os três livros são lindos, acolhedores e tristes e a sensação que me deu, é que são todos peças embaralhadas de uma mesma estória e acessos diferentes ao mais fundo do autor, tanto que fiquei intrigada se se tratariam realmente de ficção.ele nos conta suas estórias em primeira pessoa, tão palpável, tão  familiar e verossímil,(prá mim pelo menos que também tive uma infância no interior de são paulo e sou pouco mais jovem que ele)que é como se eu estivesse compartilhando casos e confidencias contadas por um amigo íntimo.
aquela água toda, reúne vários contos, todos envoltos em lembranças reminiscências, alegrias e dores da infância e adolescência e da vida familiar numa cidadezinha do interior. o recheio do livro, é uma preciosa coleção de ilustrações da artista leya mira brander. 
as imagens são impressas frente e verso num papel quase transparente,onde os desenhos se sobrepõe página a página, construindo outras imagens, e, como no texto, imagens passadas e futuras se imprimem no presente modificando-o, atualizando-o mas nunca deixando a melancolia do que não está lá... 
por isso, não consigo mesmo, ver texto e ilustração como algo separado nesse livro e senti falta de ver o nome da leya na capa como co-autora.

uma das coisas mais lindas que vi na bienal de 2008 foi o espaço da leya, (a famosa bienal do vazio, que considero, apesar de sua impopularidade e de questões controversas que rondaram o evento, uma das melhores e mais bem elaboradas bienais de são paulo).eram vitrines horizontais onde se podia observar com tempo, tranquilidade e minucia as diversas camadas de suas gravuras. eram organizações, arranjos e rearranjos, agrupamentos e sobreposições de matrizes imagens e sentidos. era como se ela entregasse ali prá quem quer que se aproximasse algo de uma intimidade muito profunda, mas não escancarada, pois acredito que muita gente que passou por aquela bienal nem viu esse trabalho, era como se aquelas singelas vitrines dentro de todo aquele espaço, te chamassem para a concentração, para a meditação, para um silêncio interno... essa mesma entrega senti no livro, como se ela também mergulhasse em toda aquela mesma água e cúmplice,  usasse suas próprias camadas prá adensar ainda mais a melancolia e beleza do texto.



















































gostaria de mostrar aqui todas as imagens do livro, porque fica bem difícil escolher só algumas, mas se faço isso,deixarei um prazer a menos prá você que se sentiu tentado a explorar esse objeto pela primeira vez e degustar o seu presente.em compensação, de entrada deixo aqui o link do blog dela
...prá finalizar,acho mesmo uma pena deixar esse livro numa estante. se o livro fosse meu, gostaria de colocá-lo aberto numa moldura de vidro e instalá-lo na parede, mas seria muito, muito importante mesmo, que a moldura  se abrisse, prá que eu pudesse acessar a leitura no momento que desejasse e principalmente, virar a página e trocar a imagem conforme o estado da alma... 


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Rock & Roll


  a voz e a energia do lou, exerce sobre mim um poder muito positivo...
foi sempre assim, mas hoje encontrei essa preciosidade que não conhecia e fiquei com vontade de dividir...não sei se a música e o filme tem uma conexão proposital, tipo videoclipe,(e não encontrei esse dado, mas me pareceu que um dos caras que aparecem é o próprio lou reed e que o filme apesar do climinha dos anos 60 deve ter sido feito nos 80), mesmo assim achei muito bom e me alegrou o dia!

   

quinta-feira, 21 de maio de 2015

D.I.Y - espaguete com tomate


macarrão é algo de que entendo, é na verdade a minha especialidade e também a primeira comida, depois de brigadeiro, que aprendi a fazer na vida.
 o ano era 1993, morei em roma na casa de uma família que me adotou como sua, na verdade era au-pair e cuidava de um bebê lindo e incrível, o lucky bup, que foi meu primeiro amigo próximo bebê, que explorou junto comigo e com a mesma voracidade, as ruas encantadas e os personagens inusitados do centro histórico romano.mas isso é outra estória...
adriana, minha xará, era a dona da casa, jornalista e maravilhosa conhecedora dos segredos da cozinha italiana. foi ela que me ensinou muito da vida adulta, muito da vida de casa e muito mais ainda, me incentivou a seguir buscando meu sonho e se tornou uma grande amiga! foi com ela que aprendi a base de uma boa "pasta" e com as variações de ingredientes, criar, na minha opinião, os mais deliciosos e práticos pratos que existem!
e eis que nessa semana, recebi a missão para um novo job:
food stylist!!! sabem do que se trata?
sim, preparar pratos principalmente lindos, para brilharem em fotos ou filmes dos mais diferentes naipes.
o comercial da vez, é de macarrão, ou seja, ele será o protagonista!
a receita deverá ser, molho de tomate com manjericão, e esse foi a atividade que me envolveu hoje em grande parte do meu dia.
criar variações com os ingredientes: macarrão, tomate e manjericão.
antes pesquisei umas imagens de espaguete com tomates, no meu livro de receitas de macarrão das grosse pasta kochbuch, lançado no brasil como o livro essencial das massas:



e aí vão as imagens:




















depois,vieram os testes:
a receita deve ser simples e não muito elaborada para que possa ser resolvida no set, que normalmente não conta com muita estrutura.
 comprei várias possibilidades, pomodori pelati, por já ser semi-pronto e com uma coloração bem "vermelha", molho de tomate tradicional,que acabei não usando, extrato de tomate, para "pintar" e encorpar qualquer molho, tomatinho cereja, azeite, queijo parmesão e mudinhas de manjericão, porque só nas mudas as folhas são viçosas e perfeitas. 

 teste 1 - molho de  pomodori pelati em pedacinhos com manjericão




















teste 2 - tomates cereja com manjericão


























































teste 3 - molho de tomate tradicional com manjericão ou alecrim





















o dia foi muito curtido, pois estava lidando com algo que realmente adoro, e que acabou também sendo meu delicioso almoço.
a única coisa que realmente sinto como problemática numa experiência como essa, é o desperdício de alimentos que acontece, não aqui em casa, (onde todo mundo, mãe, filho,gata e cachorro comeram e comerão, por alguns dias ainda), mas no set. vai saber quantos takes serão necessários prá que a cena fique perfeita e, cada prato que vai, quando volta vai direto pro lixo, prá que seja montado um outro intacto.isso realmente me causa uma dor e me faz questionar essa ocupação, eticamente falando...
dessa vez sugeri que o prato que voltasse, já fosse sendo servido pro pessoal faminto da equipe, pois além de lindo posso garantir que gostoso também vai ficar.























segunda-feira, 18 de maio de 2015

conselhos de uma santa para eu e você

"muitas vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas.
 perdoe-as assim mesmo! 
se você é gentil, podem acusá-lo de egoísta, interesseiro. 
seja gentil assim mesmo!
 se você é um vencedor terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros.
 vença assim mesmo!
 se você é bondoso e franco poderão enganá-lo.
 seja bondoso e franco assim mesmo! 
o que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para a outra.
 construa assim mesmo! 
se você tem paz e é feliz, poderão sentir inveja.
 seja feliz assim mesmo! 
o bem que você faz hoje, poderão esquecê-lo amanhã. 
faça o bem assim mesmo!
 dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.
 dê o melhor de você assim mesmo!
 veja você que, no final das contas é entre você e Deus.
 nunca foi entre você e os outros!"

madre teresa de calcutá

domingo, 17 de maio de 2015

cibele e a noção de abundância

nessa semana minha grande amiga brubi escreveu uma postagem em seu delicioso blog tibumm sobre sua samambaia cibele.
a postagem em si e a relação que a bruna vem construindo com as plantas é algo que acompanho e que  me maravilha e cativa e acho que vale a pena dar uma olhada!
mas quero falar aqui no meu, sobre uma surpresa que encontrei lá e que me fez novamente refletir. não me lembrava,mesmo, que a cibele tinha sido um presente de aniversário que dei prá ela! tenho aqui uma das suas filhinhas e a amo muito por ser filha da linda cibele, samambaia da minha amiga bruna  que conheço de tempos muito remotos... mas minha memória realmente não tinha mais o registro da questão do presente...
...quando li lá, me recordei de tudo! sim sabia do amor de bruna pelas samambaias e  me lembro agora, como ela gostou e ao mesmo tempo ficou com aquela cara de "putzzz ferrou-se", naquele momento (rsrsrs), mas só quando li a sua estoria completa me veio a dimensão que nenhuma das duas imaginava no momento presente daquele presente. não falo somente da importância de cibele na vida da minha amiga,e que já seria uma coisa muito legal. mas, estou aqui pensando,em como um singelo presente, que muitas vezes acontece de forma intuitiva somente porque se tem o prazer de procurar algo que faça algum sentido prá uma pessoa querida, se ramifica pra todos os lados e, parafraseando ela, de maneira rizomática vai se espalhando das formas mais inesperadas.as crias de cibele seguirão se espalhando pelo mundo e já viraram muitos outros presentes inclusive para mim!
aqui uma foto da cibele grávida que ela postou em seu blog:





























e essa aqui abaixo, é a minha cibelinha,nesse exato momento,renascendo soberana das cinzas, depois de enfrentar mudança de lugar e um verão cheio de sol e vento.(tudo que ela diz lá que uma samambaia não gosta e eu não sabia!!!)



sexta-feira, 15 de maio de 2015

a mulher de cabelos prateados

há pouco mais de um ano fiz minha iniciação em reiki que foi uma experiência muito transformadora em minha vida. logo depois de ser iniciada fui acomodada numa cama e dormi profundamente, nem sei por quanto tempo. em meio a esse sono, me apareceu uma mulher, uma entidade, uma deusa, uma mãe, que emanava uma imensa energia amorosa e me acolheu em seu colo onde eu me acomodei como um bebê completamente entregue e plena. ela era linda! seu belíssimo rosto sem tempo era iluminado por cabelos longos e prateados. a imagem dessa mulher me impressionou tanto que logo depois, comecei a pesquisar mulheres de cabelos grisalhos na internet.
nessa pesquisa encontrei mulheres maravilhosas e lindíssimas com seus cabelos grisalhos e me dei conta de uma coisa que me fascinou...cabelos grisalhos e bem cuidados não são cinza e sim prateados exatamente como os da mulher que apareceu no meu sonho! e realmente em muitos sites gringos os cabelos grisalhos são chamados de "silver hair".
depois disso comecei a ficar um pouco obcecada com a ideia de parar de tingir meu cabelo,e cheguei até a iniciar o processo, mas no primeiro momento que a autoestima deu uma baixada a primeira coisa que fiz foi tingir novamente.
meus primeiros fios brancos apareceram muito cedo. aos vinte e  poucos anos eles começaram a brotar e eu simplesmente abominava-os. primeiro comecei arrancando, o que não adiantava muito (com a minha experiência tendo a acreditar mesmo, que quando se arranca um nascem cinco ao redor)...
aí mudei de técnica e comecei a cortá-los um por um com uma tesoura bem curtinho, próximo ao couro cabeludo...com o tempo, as regiões que cortava foram ficando maiores até que pareciam buracos vazios no meio da cabeça!
aí, super contra a vontade tive que aderir à tintura pois pior que pintar era lidar esteticamente com aqueles fios que insistiam em se projetar completamente fora de seu tempo.
 desde que comecei, sempre pintei meus cabelos em casa  e da cor mais parecida com meu cabelo original, que no caso de tintura seria algo como castanho médio.eu realmente abomino salões de beleza, luzes,e principalmente a idéia de ir ficando loira com a idade). no começo não ligava prá toda a função e ficava bem contente com o resultado apesar de que nos primeiros dias sempre tinha uma sensação de que a coisa era muito artificial, aí acabei achando os tonalizantes que vendiam a ideia de que por não ter amônia eram menos destrutivos,coisa que não sei se acredito, uso até hoje e apesar de deixarem uma aparência um pouco  mais natural, detonam o cabelo igual!  
no momento acho meu cabelo horroroso,seco,sem vida,sem graça, tanto que quase não consigo mais usá-lo solto. tenho experimentado vários tipos de hidratação, algumas mais eficazes outras nem tanto mas o fato é que novamente está me dando vontade de acabar com isso!
desde sempre, ou pelo menos desde que me entendo por gente, existe uma crença de que mulheres que não tingem o cabelo são desleixadas ou sem vaidade...
quando decidi parar de tingir meus cabelos no ano passado fiz uma enquete com vários amigos e amigas e fiquei chocada com a quase unanimidade da opinão, (e olha que meu meio é basicamente de artistas, de pessoas liberais e não preconceituosas e que gostam de quebrar padrões e esteriótipos)senti que a maioria é avessa a essa ideia, principalmente as mulheres e isso é que acho o mais louco!
nem vou argumentar mais nada, as imagens a seguir falarão por si...




essas mulheres são as musas que escolhi prá olhar,prá me inspirar e motivar a coragem,são todas mulheres incríveis que valeriam um post de personagem cada uma.
ontem decidi tentar novamente,vou deixar meu cabelo branco crescer,até fiz umas fotos e  por enquanto conto com o apoio de algumas pouquíssimas pessoas (2):) !
ainda não sei se conseguirei dar conta dessa opção, mas sinto que minha alma está pedindo por esse desafio.
para quem se interessar, deixo aqui alguns links de mulheres que discutem ou que passaram por essa experiência:

sara davis eisenman
regina restelli
luciana vilela do mulheres sem photoshop
aqui 17 mulheres brasileiras de cabelo prateado dão o seu depoimento

tenho certeza que voltarei a falar sobre esse assunto, caso alguém queira dar sua opinião, adoraria escutar!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

lapidando...

hoje foi um dia extremamente significativo prá mim e pro seguimento daquilo que estou plantando nesse momento. foram encontros, insights, mensagens e presentes, tudo num encadeamento absurdamente perfeito.
já contei aqui uma vez, que adoro catar coisinhas na rua e que chamo-as de tesouros do parquinho, né?
sempre quando estou num momento consciente, buscando sinais ou algo assim, peço para encontrar tesouros significativos, algumas vezes nem peço, mas eles aparecem na minha frente como num encanto...
e eis o tesouro que achei hoje:



























... quando olhei,era uma pedrinha brilhante no chão, um diamante, fosse de plástico de vidro ou de verdade!
 mas não era.
minha reação imediata foi de decepção e quase joguei ele de volta...
mas, há um segundo de jogar, percebi nitidamente que esse era exatamente o tesouro que mais poderia fazer sentido prá mim nesse dia...
um papelzinho sujo e amassadinho de nada, que só eu vi brilhar!

terça-feira, 12 de maio de 2015

para meu leitor

há tempos venho planejando escrever esse post...na verdade entre todos os rascunhos de postagens que não consegui concluir estão pelo menos umas três com este mesmo título...

adoro blogs, desde que existem de uma forma um pouco mais atrativa visualmente. acompanho vários, não diariamente, mas quando entro, vou retrocedendo os dias prá não perder nenhuma postagem. 
quase todos esses blogs tem uma coisa em comum, seja um projeto com tempo marcado, tipo uma ação que dura um ano, seja aqueles com temáticas específicas como moda,casa,assuntos variados com um foco estético,arte,cinema, sustentabilidade,figurinos etc., todos eles tem uma periodicidade diária e eu sempre achei que isso os torna ainda mais interessantes e estimulantes para mim como leitora.
quando me propus a fazer esse blog,realizar postagens diárias era parte fundamental do projeto,mas que já nas primeiras semanas começou a degringolar. mesmo assim, achava que meu caderninho de anotações iria salvar a situação, ali eu esboçava com data e título as postagens que ía deixando prá trás para ir preenchendo nos próximos dias...e muitas vezes fiz e ainda faço mesmo isso...só que os dias vazios foram se acumulando sem eu ter conseguido dar conta,e eu vou ficando frustrada com isso...
sei que tenho alguns leitores e pelo menos um que é bem assíduo, e, exatamente ele, me questionou e me trouxe para a reflexão sobre a lógica meio torta que pareço estar empregando poraqui. ele se surpreendia cada vez que se deparava com uma postagem que brotava no meio de outras e que não estava lá da última vez que olhou. pior ainda quando passou a ser meu seguidor, pois agora a cada vez que corrijo, acrescento alguma coisa, boto um marcador em qualquer postagem antiga, ele recebe ela novamente por email e isso realmente me parece que pode ficar bem chato...
 sei o quanto vibro quando uma troca real acontece, alguém faz um comentário,uma crítica, dá alguma ideia, sugere uma postagem, etc., e me importa muito estabelecer essa relação, por mais tênue que ela seja, pois isso estimula, alimenta e faz a coisa mover, mas percebo que por mais que tenha o desejo aceso de seguir, não venho tendo disciplina suficiente para manter o ritmo a que me propus.
queria esclarecer ao leitor que chegar aqui, que  esse projeto, além de um blog é também uma performance, uma experiencia ainda bem aberta e despretensiosa que vai se construindo conforme o seu andamento. é muito possível que coisas apareçam, coisas mudem, se estendam, se encurtem, pois, ainda me sinto tateando tanto questões técnicas (como as ferramentas e possibilidades que ainda não domino) mas também o próprio formato disso que estou fazendo aqui.além disso, aviso aos possíveis navegantes, que pretendo ir preenchendo as datas que ficaram vazias lá atrás, mais ou menos como num álbum de figurinhas, e, chegar ao fim do ano com o calendário completo!
 quanto às postagens diárias ainda vou seguir insistindo...
sugestões, criticas, idéias e qualquer coisa que vier será muito bem vinda!
obrigada por tudo e até amanhã.

domingo, 10 de maio de 2015

para minha mãe

hoje acordei com café na cama!









































































me lembro, que há exatamente 17 anos, esperei este dia prá te dar um neto.
 e hoje, se esse seu neto me acordou com o café na cama, foi porque durante toda a minha infância fui acordada nesse dia, junto com meus irmãos prá te oferecer essa alegria. acho uma besteira toda a onda piegas e consumista em volta dessa data, mas acordar com café na cama feito pelo meu filho é realmente uma das coisas mais gostosas dessa vida e isso também devo a você.

te amo mãe
e, gostaria de estar aí!
como não posso resolvi abrir o livrinho dos anjos pensando em você:


sexta-feira, 8 de maio de 2015

modelito assim meio yamamoto para a figurinista do filme

amanhã, vai passar às 20h no cic o filme a noite, curta metragem dirigido por rodrigo amboni rodado em 2013 e que fui a figurinista.
amanhã falarei desse projeto poraqui e a noite vou ao cinema!
além do filme que participei, será também exibido o curta noite clara de felipe vernizzi. fica aí a dica e o modelito que acabei de criar para a ocasião. 





quinta-feira, 7 de maio de 2015

DIY - bandeirolas de tecido (dia 3) ufa!!

hoje amanheceu com vento sul!!!
vento sulllllllllllllllllllllllllllll prá quem não conhece é uma coisa insuportável poraqui.uma ventaca prá lá e prá cá e prá todos os lados ao mesmo tempo que te abala, te descabela e te deixa profundamente irritada,é quase uma tpm em matéria de vento, enfim uma chatice...
queria começar o dia com um teste das bandeirolas ao ar livre e na luz do dia prá ver o efeito  das cores e fazer fotos prá julia mostrando como vão ficar...
e, trata de tentar pregar elas na árvore,na varanda, na garagem e o vento revolto balançando tudo prá todo lado e as fotos ficando uma mais ridícula que a outra.só consegui fazer essas aí abaixo,e, como podem perceber,
dentro de casa!






























aval dado, o próximo passo foi montar as bandeirinhas com alfinetes ao longo dos dez metros de viés.
importante lembrar que a melhor posição dos alfinetes para não atrapalhar a costura é essa aí embaixo:  





só que alguém não estava querendo me deixar trabalhar...

































































































































depois de alfinetar tudo,aí só faltava um ajuste final:
 é que as bandeirinhas jeans estavam um pouco escuras demais e foram  substituídas por outras de jeans mais claro, retiradas de última hora da barra de um vestido que ficou mais curto à partir de então.






ok,tudo certo,agora só costurar!!!



enfim pronto...



 meu parangolé bandeirolas!!!




fim